Home Terremotos A Falha de San Andreas – O terror californiano

A Falha de San Andreas – O terror californiano

por Redação Momento Critico 26/01/2018

Mito ou verdade: A Falha de San Andreas está prestes a despertar?

san-andreas

Você sabe o que é a Falha de San Andreas? Qual o risco que esta falha traz para o continente norte americano?

 

A Falha de San Andreas recebe este nome por se tratar de uma falha geológica localizada no estado da Califórnia, Estados Unidos. A Falha de San Andreas estende-se por cerca de 1 300 km através do estado californiano. Isto equivale à 3 vezes a distância existente entre as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro.

A Falha de San Andreas é uma das mais temidas do mundo. Você sabe por que?

Aqui você vai descobrir tudo sobre esta falha geológica e sobre os riscos que assombram os moradores do estado da Califórnia. Boa leitura!

A Falha de San Andreas

A Falha de San Andreas está entre as falhas geológicas mais temidas do mundo devido à sua extensão e ao seu histórico de terremotos.

A extensão total da Falha de San Andreas – que atravessa o estado da Califórnia, nos Estados Unidos – é 3 vezes superior à distância entre a capital de São Paulo e a capital do Rio de Janeiro. Uma vez e meia superior à distância entre a cidade de Porto Alegre e a cidade de São Paulo.

A Falha de San Andreas demarca o encontro de duas placas tectônicas importantes. A Placa do Pacífico e a Placa Norte-Americana.

Muitos acreditam em uma crença popular que rodeia esta falha geológica. A crendice afirma que o estado da Califórnia seria dividido em dois, caso haja mais um terremoto na região. Devido à aspectos geográficos, uma das partes se desprenderia do continente e se tornaria uma ilha.

Apesar de inicialmente a afirmação não passar de uma crença popular, estudos já comprovaram que a separação de fato ocorrerá. Mas levará milhões de anos para ser concretizada. Um sismo apenas aceleraria este processo natural de separação.

Os terremotos mais relevantes envolvendo a Falha de San Andreas

A Falha de San Andreas é mundialmente famosa e temida. Não apenas devido à sua aterradora extensão. A região conta com um histórico de sismos assustador. Entre os terremotos mais relevantes ocorridos na região destacam-se:

– Sismo ocorrido no ano de 1857 ao sul de Parkfield. O terremoto teve força de magnitude nível 8,0 de acordo com Escala Richter e causou 2 mortes;

– Sismo ocorrido no ano de 1906 na cidade de San Francisco. O terremoto atingiu magnitude de 7,8 graus de acordo com a Escala Richter e causou mais de 3 mil mortes. 1500 vezes mais que o episódio anterior! Este é um dos sismos mais famosos da história mundial e é considerado um dos terremotos mais poderosos do século XX. Este evento ficou conhecido como o Sismo de San Francisco de 1906;

– Sismo ocorrido no ano de 1989 na Baía de San Francisco. O terremoto chegou à 7,1 graus na Escala de Richter e causou 63 mortes, além de danos em toda a extensão da Baía;

– Sismo ocorrido no ano de 1994 em Northridge. A magnitude deste terremoto foi de 6,7 de acordo com a Escola Richter e levou 57 pessoas à morte. Centenas de feridos e danos à toda a região de Los Angeles.

 

Risco atual envolvendo a Falha de San Andreas!

San-Andreas-1

O que a ciência vem falando sobre esta falha geológica?

Diversos estudos realizados nas últimas duas décadas apresentam resultados bastante semelhantes.

A Falha de San Andreas vem acumulando energia de forma perigosa. Os estudiosos mais ousados afirmam que quando o sismo ocorrer; sim, “quando” e não “se”. A área afetada será muito superior ao maior terremoto já registrado na mesma região. Episódio datado de 1957.

Vale destacar que a Falha de San Andreas vem tornando-se a pauta mais importante entre os pesquisadores do tema nos últimos anos. Este foi o assunto mais debatido na Conferência Nacional de Terremotos dos Estados Unidos do ano de 2016, e voltou a ser pauta na conferência seguinte, em 2017.

Apesar de divergência de opiniões, um ponto é unânime entre os pesquisadores. Investimentos a curto prazo são urgentes!

 

A tensão gerada pelo movimento das placas tectônicas está sendo atenuada por pequenos tremores. Isto afasta a possibilidade de um episódio de terremoto. Porém, esta não é uma realidade que se aplique a extensão total da Placa do Pacífico e da Placa Norte-Americana. Algumas regiões da Falha de San Andreas vem perigosamente acumulando energia há mais de 300 anos.

Thomas Jordan, sismólogo mundialmente renomado, afirma que é inevitável novo episódio de sismo na região. “E dessa vez será dos grandes”, afirma o pesquisador. Jordan lembra que é impossível prever o momento com exatidão, mas relata que todos devem estar preparados para uma magnitude de 8,0 graus ou superior. Comparado inclusive com o maior terremoto da história, ou o terremoto do Japão em 2011.

Relatório publicado pelo Instituto de Investigação Geológica Norte-Americano em 2008 demonstrou que um terremoto dessa proporção teria capacidade de levar cerca de 2 mil pessoas à morte e deixar mais de 50 mil feridos. Estima-se que um episódio de sismo desse porte danificaria de forma severa sistemas essenciais, como:

Saneamento básico.

Eletricidade.

Transporte.

Estudos posteriores demonstraram que seria necessário entre seis meses e um ano para recuperação de todo o estrago causado pelo evento.

Regras especiais

A cidade de Los Angeles implantou no ano de 2015 regras especiais para a construção de edifícios na cidade. Essa medida foi necessária para prevenir ao máximo os impactos de um terremoto em potencial.

Jennifer Andrews, sismóloga do Instituto de Tecnologia da Califórnia (Caltech), afirma em entrevista à BBC Mundo.

“As novas recomendações para construção civil são fundamentais para proteção da cidade, mas que ainda não são suficientes.” A pesquisadora teme principalmente pela quantidade de edifícios construídos antes dos anos 1970, década em que houve as primeiras recomendações anti-terremoto na construção civil.

A Falha de San Andreas é uma das mais estudadas no mundo, em especial pelo fato da mesma estar quase que inteiramente na superfície, fato que facilita o monitoramento da situação.

 

A região da Falha de San Andreas

Jennifer Andrews afirma, ainda em entrevista à BBC Mundo diz que. “O impacto dos sismos do passado não pode ser utilizado como parâmetro para eventos futuros porque a região cresceu muito no último século.”

A estudiosa afirma que “no passado, o impacto foi limitado porque a densidade populacional do território para absolutamente inferior à atual”.

Atualmente, a cidade de Los Angeles é a segunda mais populosa dos Estados Unidos, ficando atrás apenas de Nova Iorque. A última estimativa realizada no país apontou para uma população de mais de 40 milhões de pessoas. Esta região possivelmente será afetada pelo próximo terremoto envolvendo a Falha de San Andreas.

O que achou do conteúdo? Já pensou viver num lugar prestes a virar história?

Deixe um comentário com sua opinião e mostre esse artigo para todos os seus amigos!

Notícias Relacionadas

Gostaríamos de saber a sua opinião. Comente!