Home Antropogênicos Guerra do Paraguai

Guerra do Paraguai

por Redação Momento Critico 06/03/2018

Para quem acha que na América do Sul não acontecem conflitos, saiba que no ano de 1864 começou a Guerra do Paraguai.

Guerra do Paraguai

Ela foi alimentada pela ganância do ditador Francisco Solano Lopes que tinha como finalidade, ampliar seu território e conquistar uma saída pelo Oceano Atlântico, pelos rios da Bacia da Prata.

O ditador deu início ao conflito criando obstáculos para as embarcações brasileiras que tinham como destino o estado de Mato Grosso e passavam pela capital paraguaia.

 

Causas do conflito

 

O ditador paraguaio se aproveitou do fato do estado do Mato Grosso ter uma fraca defesa e invadiu a região sem muita dificuldade. Depois de sua invasão, decidiu ampliar seus planos e voltou os olhos para o Rio Grande do Sul. Mas, para invadir essa parte de nosso território, precisava passar pela Argentina. Desta forma acabou conquistando Corrientes, uma parte do território da Argentina que era governada por Mitre.

 

A união da Tríplice Aliança

 

Argentina, Uruguai e Brasil no dia 1º de maio de 1865 assinaram um tratado que ficou conhecido como: Tríplice Aliança. Tinha como finalidade lutar contra o ditador Solano Lopes e sua invasão na Guerra do Paraguai. Acabou acontecendo, como resultado da luta Uruguaiana e da batalha naval que aconteceu no Riachuelo.

 

Batalha, liderança e dificuldade

 

Esse conflito durou cerca de seis anos, entretanto, no terceiro ano, o Brasil começava a apresentar dificuldades em manter-se no conflito. Além de combater os inimigos, os brasileiros estavam lutando contra a falta de alimentos, comunicação e ainda, combatiam epidemias que assolavam os soldados.

 

Guerra do ParaguaiDevido aos problemas, Caxias foi convocado para liderar o exército brasileiro. Com o tempo, além de levar as tropas a diversas conquistas, ainda reorganizou nossas forças armadas até a conquista de Assunção em 1869.

 

Apesar de ter sido o responsável pelo sucesso das tropas brasileiras na Guerra do Paraguai, a última batalha do exército brasileiro foi liderada pelo Conde D’Eu, que era genro de D. Pedro II. A guerra finalmente chegou ao fim com a morte do ditador Solano Lopes no ano de 1870 em Cerro Cora.

 

A participação da Inglaterra

 

A Inglaterra apoiou a Tríplice Aliança por razões obscuras. Acontece que; naquela época, o Paraguai começava a despontar em termos de economia na América do Sul, um país que não dependia das nações europeias.

 

Por isso, para a Inglaterra, o Paraguai representava uma ameaça, devido ao seu posicionamento mediante o restante dos países europeus. Foi para acabar com o exemplo do Paraguai que a Inglaterra apoiou a Tríplice Aliança. Além de mostrar parceria com os três países, enfraquecia a evolução de outro.

 

Consequências da guerra

 

  • Depois da guerra, o Paraguai nunca mais conseguiu se reerguer como era antes. Mostrando traços dessa dificuldade até os dias de hoje.
  • Segundo estimativas, cerca de 70% da população do Paraguai morreu durante a guerra, em sua maioria, homens.
  • Apesar de ser um dos países vitoriosos. O Brasil obteve grandes prejuízos com a Guerra do Paraguai. Gastos altos que foram custeados pelos países estrangeiros. Resultou em um aumento da dívida externa e a dependência de países ricos. Como a Inglaterra.
  • O exército brasileiro acabou sendo fortalecido pelo conflito, ganhando experiência. Houve também um fortalecimento institucional. Segundo a visão politica, o exército ganhou força no cenário nacional e político do país.

 

Notícias Relacionadas

Gostaríamos de saber a sua opinião. Comente!