Home Tempestades Os maiores desaparecimentos no Triângulo das Bermudas

Os maiores desaparecimentos no Triângulo das Bermudas

por Redação Momento Critico 28/03/2018

Em nosso planeta muitos locais despertam interesse mundial. Alguns, tão misteriosos e intrigantes que são temas de documentários fantásticos. Hoje, falaremos de um deles: O Triângulo das Bermudas.

Triângulo das BermudasLocal responsável por diversos desaparecimentos inexplicáveis. Fonte riquíssima para os grandes diretores cinematográficos em busca de filmes cada vez mais bem produzidos. Esse local fascinante está localizado no Oceano Atlântico em uma linha imaginária que vai da Flórida, até as ilhas Bermudas, depois para Porto Rico e voltando para Flórida.

 

O termo “Triângulo das Bermudas” foi utilizado pela primeira vez em 1964 por Vincent H. Gaddis, na revista Argosy. Nesse artigo o autor fala sobre o desaparecimento de aviões e barcos sem qualquer explicação lógica.

 

Mas Vincent não foi um dos primeiros a observar os eventos misteriosos que ocorriam nessa região. No ano de 1952, George X. Sands, escreveu sobre os estranhos desaparecimentos.

 

Alguns autores, em busca de uma explicação lógica para os desaparecimentos, acreditam que tais eventos são consequência de uma anomalia magnética que afeta as bússolas. Alguns estudiosos alegam que um dos primeiros navegantes que sentiram o fenômeno foi Cristovão Colombo em 1492.

 

Outros autores acreditam que os desaparecimentos ocorrem devido às erupções de gás metano que ocorrem no fundo do mar. Essas erupções causam uma instabilidade na região que pode ser a razão dos desaparecimentos misteriosos.

 

Enquanto não temos uma explicação lógica a respeito dessas catástrofes misteriosas, vamos relembrar os maiores e mais intrigantes desaparecimentos que ocorreram nessa região.

 

Voo 441

 

Em 1954, no dia 30 de outubro, o voo 441 com 42 passageiros, entre eles, fuzileiros navais americanos e familiares, despareceu  misteriosamente ao passar pelo local. Da aeronave, nenhum SOS foi emitido. Os destroços da aeronave, nem os tripulantes foram encontrados até hoje.

Triângulo das Bermudas

Star Tiger

Em 1948, no mês de Janeiro, mais um desaparecimento. Desta vez foi o voo da British South American Airways que sumiu com seus vinte e cinco passageiros e seis tripulantes. O avião sobrevoava o Oceano Atlântico e o último contato realizado foi às 3h00 da madrugada. Depois disso, apenas o silêncio e as indagações sobre o desaparecimento.

 

Carrol A. Deering

 

Em 1920 o navio chamado Deering saiu dos Estados Unidos com destino ao Rio de Janeiro com um carregamento de carvão. Sua viagem ao Brasil foi muito tranquila, mas o retorno foi o problema. A embarcação desapareceu e só foi encontrada em 1921 na Carolina do Norte. Dentro do navio não havia nenhum equipamento, barco salva-vidas e muito menos, tripulantes.

Triângulo das Bermudas

Ellen Austin

 

Uma escuna chamada Ellen Austin que navegava entre Londres e Nova York em 1981 estava navegando nas proximidades do Triângulo das Bermudas, nas proximidades o capitão da escuna encontrou um barco que estava, aparentemente sem ninguém a bordo. Ele subiu a bordo e notou que não havia ninguém e nenhum equipamento. O capitão da escuna decidiu levar o barco de volta, contudo, uma tempestade o separou da escuna e desde então, nunca mais fora visto.

 

Witchcraft

 

Em dezembro de 1967, o cruzador marítimo, Witchcraft comandado por Daniel S. Burack desapareceu misteriosamente. Ele se distanciou da praia para ver as luzes de natal e, depois de algum tempo, entrou em contato com a guarda costeira. Porém, quando a guarda costeira chegou ao local indicado, a embarcação havia desaparecido. A busca durou cerca de seis dias, mais de 39 mil quilômetros de oceano, mas nenhuma pista foi deixada.

 

El Faro

 

Desta vez a vítima foi uma embarcação com cerca de 240 metros de comprimento. O El Faro traçou um percurso pelo meio do Triângulo das Bermudas. Depois de um furacão, em setembro de 2015, acabou naufragando. O último contato realizado pelo capitão foi noticiando a respeito do não funcionamento dos motores e o fato de estar tombando de lado. Depois desse contato, o El Faro ficou em silêncio e foi encontrado no fundo do mar. Os 33 tripulantes nunca foram encontrados e nem qualquer indício da embarcação.

Triângulo das Bermudas

Trislander

 

Um avião de três motores, em dezembro de 2008, saindo de Santiago no Chile com destino à Nova York desapareceu com 12 passageiros após apenas trinta e cinco minutos de voo. A Guarda Costeira americana procurou por qualquer sinal da embarcação, mas ela simplesmente desapareceu.

 

Douglas DC-3

 

Um dos aviões mais seguros e confiáveis já construídos desapareceu no ano de 1948, no mês de dezembro, saindo de Porto Rico com destino a Miami. O tempo estava bom, mas faltando vinte minutos para acabar o voo, a aeronave simplesmente desapareceu ao passar pela região do Triângulo das Bermudas. Vale salientar que a água na região é cristalina e não foi possível encontrar nenhum destroço da aeronave, muito menos os passageiros e tripulantes que se encontravam no voo.

 

U.S.S. Cyclops

 

Esse foi um navio gigante que foi construído pelos Estados Unidos ainda antes da Primeira Guerra Mundial em Fevereiro de 1918. A embarcação deixou a costa brasileira com destino a Baltimore, mas nunca chegou ao seu destino. A embarcação simplesmente desapareceu juntamente com seus 309 tripulantes.

 

Alguns acreditam que a embarcação foi sequestrada por algum submarino alemão. Outros que foi afundada por causa de uma tempestade, entretanto; nenhuma das possibilidades conta com alguma prova ou indicio que leve a crer em tais explicações.

 

Voo 19

 

Eis um dos casos mais intrigantes e assustadores sobre a região do Triângulo das Bermudas. Em dezembro de 1945, cinco aeronaves saíram para um treinamento, mas, ao chegar em determinada região, todas começaram a apresentar problemas nas bússolas. Os pilotos procuraram um terreno seguro para pouso, mas infelizmente, todas as cinco aeronaves simplesmente desapareceram sem deixar qualquer rastro. As buscas enviadas para descobrir o que aconteceu, também desapareceram.

 

Muitos cientistas e estudiosos buscam uma explicação lógica para os desaparecimentos, mas, até hoje, nada foi encontrado. Enquanto não sabemos por que essa região é evitada por puro medo, a nós que estamos distantes resta imaginar; que força existe na natureza do planeta capaz de propiciar tais mistérios?

Notícias Relacionadas

Gostaríamos de saber a sua opinião. Comente!