Home Mundo agora Vulcão Cumbre Vieja, a tragédia anunciada, tsunami no Brasil em 2018?

Vulcão Cumbre Vieja, a tragédia anunciada, tsunami no Brasil em 2018?

por Redação Momento Critico 01/02/2018

Não é imaginação sua, existe a possibilidade de termos um tsunami no Brasil em 2018. O Vulcão Cumbre Vieja é motivo de preocupação constante entre pesquisadores e geólogos. Além de estar ativo, frequentemente são registrados na zona do vulcão eventos sísmicos. O acompanhamento das atividades do Vulcão Cumbre Vieja envolve profissionais com cooperação do mundo todo.

Vulcão Cumbre Vieja, a tragédia anunciada, tsunami no Brasil em 2018?

E porque 2018?

Em 2017, na ilha canária de La Palma (Espanha) região onde se encontra o Vulcão Cumbre Vieja, cientistas registraram uma série de miniterremotos. Na época, os pesquisadores apontaram a ocorrência de 40 abalos sísmicos. Todos eles com registro entre 1.5 e 2.7 graus de magnitude na escala Richter.

Porque além dos registros de terremotos terem aumentado na região do Vulcão Cumbre Vieja. Teremos aumento considerável de terremotos em 2018, segundo estudos.

Essa atividade constante fez com que a diretora do Instituto Geográfico Nacional comentasse que, apesar de não ser nada de anormal também não poderia ser considerada comum. Em suas próprias palavras. “Nunca foi registrado um exame (de abalos) similares” desde que as instalações do IGN começaram a funcionar na região.

A maior preocupação com o Vulcão Cumbre Vieja é que, caso entre em erupção, poderá fazer com bilhões de toneladas de rochas despenquem no mar. Quando isso ocorrer, um cenário catastrófico e difícil até mesmo de se entender seria desenhado. Um mega tsunami de escalas inimagináveis teria início destruindo cidades costeiras ao redor do mundo, INCLUSIVE NO BRASIL. Sim, você não leu errado, é possível que tenhamos um tsunami no Brasil em 2018.

Explicação científica para a possibilidade do tsunami no Brasil em 2018

A possibilidade de que um tsunami no Brasil em 2018 ocorra em decorrência da erupção do Vulcão Cumbre Vieja é explicada cientificamente.

Na ilha de La Palma, onde está o vulcão, existe uma falha geológica. Caso ele entre em erupção parte da ilha poderia ceder e, como apontamos anteriormente. Bilhões de toneladas de terra despencariam para o oceano provocando o mega tsunami. Essa super onda atingiria regiões da costa leste dos Estados Unidos. Também atingiria algumas regiões brasileiras, especialmente o Nordeste. Espanha, Portugal e Marrocos também seriam atingidos.

De acordo com diversos especialistas. Não há como prever quando o Vulcão Cumbre Vieja entrará em erupção. Entretanto, parece haver um consenso de que vai acontecer. E quando acontecer, as ondas poderão ter algo em torno de 500 km de extensão e mais de 30 metros de altura.

Especialistas também ressaltam que a ocorrência de um tsunami e seu tamanho está condicionada ao nível de erupção na região de La Palma. Também não é possível saber com exatidão se o El Hierro poderá influenciar as atividades do Vulcão Cumbre Vieja. Além disso, no ano de 1775 a cidade de Lisboa foi destruída por um terremoto que teve relação com o Vulcão Cumbre Vieja.

Mapeamentos geológicos feitos no vulcão apontaram que ele passou de um sistema de fenda tríplice. Algo normal em vulcões de ilhas oceânicas; para um sistema de fenda única. Estudos sugerem que essa reorganização dentro do Vulcão Cumbre Vieja se deu principalmente pelo estresse provocado pela falha.

El Hierro.

O vulcão El Hierro também está localizado nas Ilhas Canárias. A diferença é que ele é um vulcão submerso. Sendo assim, suas atividades direcionam para a formação de novas ilhas no arquipélago. Mesmo impressionando o mundo, cientistas fazem questão de lembrar que o perigo mesmo está a 100 quilômetros dele, no Vulcão Cumbre Vieja.

Existe registro de um tsunami no Brasil anteriormente

Estudos apontam que no passado, por volta do ano de 1541, a costa de São Paulo foi castigada por um grande tsunami. O evento DESTRUIU POR COMPLETO uma vila situada onde atualmente se encontra a cidade de São Vicente. Apesar do fato, não há nenhuma pesquisa que indiquem os reais motivos que provocaram esse tsunami no Brasil.

Os registros sobre esse evento foram feitos por europeus que já se encontravam por aqui. Hoje são preservados como documentos históricos.

Tsunamis

São chamados de tsunamis ondas gigantes que geralmente ocorrem quando há algum terremoto no fundo dos oceanos. Deslizamentos de terra e rocha gigantescas nas encostas, ou mesmo por erupções vulcânicas oceânicas. O Brasil está situado bem no centro da placa tectônica sul-americana. Apesar disso, as dimensões da costa brasileira tornam o país alvo para ondas provenientes de grandes sismos. Mesmo que ocorram a longas distâncias da costa.

Vulcão Cumbre Vieja, a tragédia anunciada, tsunami no Brasil em 2018?

O Vulcão Cumbre Vieja e o tsunami no Brasil em 2018!

Algumas teorias indicam que as ondas que surgirão devido a erupção do vulcão Cumbre Vieja poderão CHEGAR AO BRASIL entre 8 e 9 horas após o início. Teremos ondas com dimensões consideráveis. Entre 30 e 40 metros de altura.

O vulcão Cumbre Vieja, apesar de ativo, não é tão constante em suas erupções. Pesquisas apontam que eventos mais graves acontecem a cada 200 ou 300 anos. Vale lembrar que a última erupção do vulcão foi no ano de 1971.

Entretanto, é sempre bom lembrarmos que estamos tratando da Natureza. Não há horários e períodos que precisem ser respeitados fielmente por ela. Quase sempre a natureza produz catástrofes inesperadas e de todos os tipos ao redor do globo terrestre. Sendo assim, nada impede que ocorra um TSUNAMI NO BRASIL EM 2018.

A ilha de La Palma, onde está localizado o vulcão Cumbre Vieja, está situada no noroeste das ilhas Canárias. Na região moram cerca de 85.000 pessoas, mas durante a alta estação esse número pode dobrar.

Além disso,  La Palma é a ilha do arquipélago que registra de forma mais intensa atividades vulcânicas.

 O que achou do conteúdo? Já imaginou um tsunami no Brasil em 2018 parecido com o que ocorreu em Sumatra, ou no Japão?

Marque seus amigos e deixe um comentário com a sua opinião!

Notícias Relacionadas

Gostaríamos de saber a sua opinião. Comente!